logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Freepik

8ª The Brazil Conference & Expo promete impulsionar indústria de frutas, flores, legumes e verduras

Produtos, soluções, debates, networks e rodadas de negócios vão facilitar tomadas de decisão para mais produtividade e oferta

10 de julho de 2024

A comercialização e a procura por produtos frescos têm apresentado aumentos substanciais nos últimos anos. De acordo com os dados divulgados pela consultoria Nielsen, no Brasil, o setor de Frutas, Verduras e Legumes (FLV) faturou 8,7 bilhões, com crescimento de 20% no primeiro trimestre de 2024, em comparação ao ano anterior. Seja no mercado interno ou internacional, a busca por uma alimentação mais saudável vem impulsionando toda a cadeia produtiva de FLV.

 

Produtores rurais, distribuidores, varejistas e atacadistas desempenham papéis importantes no caminho até o consumidor. Para promover ainda mais conexão e encontrar soluções inovadores para esta indústria, entre os dias 7 e 8 de agosto, acontecerá a 8ª The Brazil Conference & Expo, mais importante feira de produtos frescos da América Latina.

 

Os resultados do sexto boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em junho, apontam que os principais produtos de FLV comercializados variaram os preços de acordo com oferta, procura e sazonalidade. Em maio, alface (-8,95%), cebola (-9,11%), tomate (-5,09%), banana (-24,27%), laranja (-13,33%) e mamão registraram queda de preço. Já a batata (39,94%), a cenoura (5,85%), a maçã (3,9%) e a melancia (8,1%) apresentaram alta em relação a abril. As oscilações também são reflexo das mudanças climáticas extremas.

 

Outro nicho que também cresce de forma pujante é o de flores e plantas ornamentais que avançou mais que o dobro em cinco anos. Os dados são do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) em parceria com o Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura). Entre 2017 e 2022, o PIB (Produto Interno Bruto) do setor cresceu 83,4%. Já em 2023, o aumento foi de 8%, impulsionado por investimentos em tecnologia e práticas sustentáveis nas estufas.

 

Por isso, a edição da The Brazil Conference & Expo 2024 investirá em soluções inovadoras para a indústria de FFLV (Frutas, Flores, Legumes e Verduras), incluindo debates e rodadas de negócios, que facilitarão tomadas de decisão que podem proporcionar mais produtividade e oferta ao mercado nacional e internacional. “O setor de FLV no Brasil está em um momento de transformação, com um aumento significativo no consumo interno e potencial para expandir suas exportações”, ressalta Valeska Oliveira, Country Manager da IFPA e Head de Produtos na Francal, que complementa: “acredito que com investimentos em tecnologia, soluções sustentáveis, P&D e conexões interpessoais podemos alavancar a nossa oferta interna e externa, e assim ter a oportunidade de consolidar o Brasil como um líder global na produção e exportação desses itens”, frisa.

 

Oportunidade de expansão

 

O Brasil exportou mais de US$ 1,2 bilhão em frutas em 2023, um aumento de 26,73% em relação ao ano anterior. O volume exportado também foi ampliado, alcançando 1,06 milhão de toneladas, o que resultou em 6% de crescimento. No último ano, mangas, limões e limas, melões, uvas e melancias lideraram o segmento de produtos frescos exportados.

 

A probabilidade do aumento de produção de cultivos como estes no país é apontada no estudo “Projeções do Agronegócio, Brasil 2022/23 a 2032/33”, realizado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “Com o aumento da demanda, aliado ao aumento de produção, podemos contribuir para a saúde da população e fortalecer a economia nacional”, afirma Valeska. A pesquisa projeta que a produção de alimentos frescos até 2032/2033 será maior. Melão (28,7%), uva (16,3%), manga (22,9%) e maçã (21,3%) estão no topo da lista.

Fonte: Assessoria