logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: SEBRAE-PB

Pequenos negócios ultrapassam saldo de 9 mil postos de trabalho gerados na Paraíba em 2024

Levantamento do Sebrae, com dados entre janeiro e maio, reafirma protagonismo dessas empresas na criação de novas oportunidades no estado

9 de julho de 2024

Os pequenos negócios da Paraíba seguem se destacando na criação de novas oportunidades de emprego formal no estado. Conforme indicam os números de relatório elaborado pelo Sebrae, entre janeiro e maio deste ano eles apresentaram saldo positivo de 9.454 postos de trabalho, enquanto que a administração pública contabilizou saldo positivo de 13 vagas. Na contramão desse desempenho, as médias e grandes empresas encerraram o período com um saldo negativo de 5.121 postos de emprego.

Ainda segundo o relatório divulgado pelo Sebrae, os pequenos negócios do setor da construção civil foram os principais responsáveis pela criação de novas oportunidades de trabalho na Paraíba, com saldo positivo de 3.816 vagas nos cinco primeiros meses do ano. Além disso, entre as diversas atividades econômicas que fazem parte dessa cadeia produtiva, a de “construção de edifícios” foi a que apresentou melhor saldo positivo, de 2.906 vagas, entre os pequenos negócios.

Após a construção civil, os setores que apresentaram melhor saldo positivo na geração de empregos entre os pequenos negócios, também no período de janeiro a maio, foram: serviços (saldo de 3.641 vagas), comércio (1.461), indústria de transformação (651) e indústria extrativa mineral (12). Já a agropecuária contabilizou saldo negativo de 116 vagas entre janeiro e maio, assim como os serviços industriais de utilidade pública, cujo saldo negativo foi de 11 vagas.

Já em relação aos dados específicos do mês de maio, o levantamento do Sebrae também aponta para o protagonismo dos pequenos negócios, que encerraram o mês com saldo positivo de 2.113 vagas na Paraíba. Por sua vez, a administração pública apresentou saldo positivo de 1 vaga, enquanto que as médias e grandes empresas contabilizaram saldo negativo de 282 vagas.

Quanto aos dados por setor, os pequenos negócios dos serviços apresentaram em maio o melhor saldo, com 719 vagas. Em seguida, também com saldo positivo, estão: construção (679 vagas), comércio (639), indústria de transformação (75), indústria extrativa mineral (15) e serviços industriais de utilidade pública (11). O único setor a apresentar saldo negativo em maio, de 25 vagas, foram os pequenos negócios da agropecuária.

Ao avaliar os dados, a gerente da Unidade de Gestão Estratégica e Monitoramento do Sebrae/PB, Ivani Costa, destacou a capacidade de adaptação das micro e pequenas empresas. “Os pequenos negócios geram empregos devido à sua flexibilidade e capacidade de adaptação rápida às mudanças do mercado, além de serem mais inovadores e conhecerem bem as necessidades locais. Além disso, eles também ajudam a reduzir o desemprego estrutural ao absorver trabalhadores com menos experiência e ainda conseguem estabelecer fortes laços com a comunidade”, pontuou.

Ainda conforme a gerente, o potencial dos pequenos negócios pode ser ampliado no mercado de trabalho, aumentando ainda a sua importância no desenvolvimento social e econômico do estado. “Para estimular esses negócios e aumentar seu impacto, é importante oferecer incentivos fiscais, facilitar o acesso ao crédito, proporcionar programas de capacitação, melhorar a infraestrutura e o acesso à tecnologia, criar redes de apoio e parcerias e simplificar processos burocráticos. Focar nesses fatores e estímulos pode maximizar a capacidade dos pequenos negócios de gerar empregos e aquecer a economia local”, concluiu Ivani Costa.

Fonte: SEBRAE-PB