logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Freepik

Paraíba é o estado do país com o maior número de médicos jovens, segundo CFM

Grande quantidade de escolas de Medicina e aumento na oferta de Residência Médica explicam índice paraibano

9 de julho de 2024

A Paraíba é o estado do Brasil com a maior proporção de profissionais médicos com até 29 anos por mil habitantes, segundo dados da Demografia Médica 2024 do Conselho Federal de Medicina (CFM). O índice da Paraíba é 0,95, enquanto que a média nacional é 0,53. A estimativa é que, em cinco anos, o estado tenha dois terços de seus médicos com menos de 40 anos.

Entre as causas que justificam estes dados estão o número alto de faculdades de Medicina e o crescimento da oferta de programas de Residência Médica. A Paraíba, um estado com 4 milhões de habitantes, possui nove escolas de Medicina (três públicas federais e seis privadas), que oferecem quase mil vagas a cada ano.

“Os médicos recém-formados, há 10 anos, tinham que sair do estado para se especializar, pois havia poucos programas de Residência Médica. Atualmente, há mais de 300 vagas oferecidas por diversas instituições e em várias especialidades. Assim, o médico se forma na Paraíba e pode permanecer aqui, um local com boa qualidade de vida, apesar de oferecer remuneração menor que outros estados”, afirma o presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Bruno Leandro de Souza.

Residência Médica

Apesar do crescimento do número de programas de Residência Médica, as entidades médicas se preocupam com o menor interesse pela especialização. No Brasil, há mais especialistas e médicos homens. Mas entre os jovens médicos, a relação se inverte: há menos especialistas e mais mulheres. Na Paraíba, o perfil geral do médico segue o dos jovens do país. Aqui, há mais mulheres e mais generalistas.

“A realidade na Paraíba é o número crescente de médico jovem no mercado de trabalho, inclusive, frequentando as emergências e UTIs. Por isso, o CRM-PB tem um programa especial voltado para o profissional recém-formado, a fim de capacitá-lo, oferecendo cursos de educação médica continuada”, afirma Bruno Leandro. Ele ainda ressalta que o CRM-PB, semestralmente, realiza palestras nas faculdades médicas, enfocando questões relacionadas ao mercado de trabalho, publicidade e ética médica.

Prova de proficiência

Entre os anos de 2011 e 2024, a quantidade de médicos na Paraíba aumentou 152%, de acordo com a Demografia Médica do CFM. A densidade de médicos por mil habitantes no estado é de 3,08 por cada grupo de mil pessoas. O levantamento do CFM também mostrou que 60% destes médicos estão em João Pessoa.

Para o presidente do CRM-PB, este aumento na quantidade de profissionais não se traduz, necessariamente, em mais qualidade. Por isso, destacou a importância da prova de proficiência nas faculdades de medicina. “Esta é uma proposta antiga do CRM-PB e que agora tem o apoio também do CFM. Precisamos buscar a qualidade do serviço desde a formação, sabermos quais os pontos críticos e quais as faculdades que precisam de ajuda”, afirmou.

Fonte: Assessoria