logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Divulgação

MRV realiza o projeto “Elas Transformam a Construção” pela primeira vez em João Pessoa

Com cursos de pintura e azulejista, cerca de 50 mulheres em situação de vulnerabilidade social terão certificados e acesso a cestas básicas

9 de julho de 2024

Na terça-feira (02), teve início o “Elas Transformam a Construção”, projeto da MRV&CO que visa a qualificação de mulheres em situação de fragilidade social. Oferecendo os cursos de azulejista e de pintura, as novas turmas do projeto tiveram início simultaneamente em 9 cidades: João Pessoa, Fortaleza, Salvador, São Luiz, São Paulo, Campinas, Manaus, Rio de Janeiro e Uberlândia.

Na capital paraibana, os cursos estão sendo realizados na Associação Acolher para a Vida (AAPAV), no bairro de Mangabeira VIII, e são ministrados pelo projeto ‘Ela Faz’, instituição maranhense que promove a qualificação e inclusão de mulheres em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho, com foco na Indústria e construção civil. Com duração de três meses, as aulas acontecem de segunda a sexta, totalizando 180 horas de aula e vão atender cerca de 50 mulheres.

A MRV realiza estas ações pois tem a intenção de contribuir com as comunidades das cidades onde atua, promovendo mais oportunidades por meio da qualificação e conhecimento. Kátia Lôbo, líder do projeto e Gestora Executiva da Qualidade, Pós Entrega e SSMA na MRV, explica que os cursos são realizados dentro de comunidades, para facilitar o acesso das alunas às salas de aulas. Kátia ressalta ainda que “além dessa facilidade logística, as alunas também receberão cestas básicas como benefício”, completa.

“Estamos com bastante expectativa para o resultado destes cursos, todas as alunas são mulheres interessadas e esforçadas. Muitas moram em lugares que levantaram com as próprias mãos. A realização dos cursos vai gerar visibilidade para todos os envolvidos no projeto e nosso objetivo maior é incluir essas mulheres no mercado de trabalho”, destaca Gizelia Rodrigues, assistente social do Ela Faz e responsável pela execução do projeto em João Pessoa.

Todas as alunas recebem apostilas específicas de cada curso, fardamento e diariamente têm acesso a lanche na instituição. O curso reúne teoria e prática, de temas gerais e específicos.

“Iniciamos o curso com a parte teórica, abordando temas gerais como matemática básica, porque algumas alunas não têm essa base, até temas específicos das áreas de estudo, como saber qual a função de um engenheiro, de um arquiteto, aprender a ler um rótulo, noções de quantitativos de tinta, entre outros. Depois partimos para a parte prática, em que elas vão conhecer materiais e ferramentas de trabalho e terão a oportunidade de executar, com as próprias mãos, o que aprendeu em sala de aula”, declara Sabrina Lígia, monitora do curso.

Sobre a relevância do projeto, Kátia Lobo reforça a importância de quebrar antigos estereótipos dentro do setor da construção civil: “Desejamos que todas as nossas obras tenham a estrutura necessária para receber essas mulheres e normalizar sua presença no ambiente de trabalho”, destaca Katia.

“Este curso vai ser muito importante pra mim, vai me ajudar a evoluir, a ocupar a minha mente e eu também vou poder ajudar as pessoas. Eu já gosto de pintar e espero que consiga atingir além das minhas expectativas ao final do curso”, destaca Michelle Vicente, aluna do curso.

Fonte: Assessoria