logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Freepik

Convênio Banco do Nordeste-Sebrae mira créditos de R$ 6 bilhões para pequenos negócios

As duas instituições fecham convênio que pretende alavancar setor no Nordeste e em parte de Minas e Espírito Santo. Garantia para as operações de crédito vem de fundo garantidor do Sebrae

3 de julho de 2024

Parceria firmada nesta terça (2) entre Banco do Nordeste (BNB) e Sebrae vai viabilizar a garantia de contratos de créditos destinados a pequenos negócios na região. O lançamento do convênio, que integra o Programa Acredita, do Governo Federal, foi marcado pela assinatura da primeira operação financeira, realizada com a empresa Produtos Pardal, que fabrica e comercializa alimentos tipo petisco, localizada no bairro do Jacintinho, na capital alagoana.

O acordo foi assinado pelos presidentes do BNB, Paulo Câmara, e do Sebrae, Décio Lima, em solenidade no auditório do Sebrae Alagoas. Pelo convênio, o Sebrae aporta recursos que cobrem até 80% da garantia das operações de crédito destinadas a micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais (MEIs), por meio do Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe). O modelo de operacionalização do Programa se baseia no crédito assistido, com orientação e consultoria para que o empreendedor aplique os recursos de maneira mais eficiente em seu negócio.

Com a alavancagem do crédito para o segmento, o BNB espera superar os mais de R$ 6 bilhões contratados em 2023 com as micro e pequenas empresas de sua área de atuação, que abrange todo o Nordeste e parte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

“No primeiro trimestre de 2024, já tivemos um aumento de 13% no volume de contratações com relação ao mesmo período do ano passado. A parceria com o Sebrae vai fazer com que avancemos ainda mais no objetivo delimitado pelo presidente Lula que é fazer o Brasil crescer. As micro e pequenas empresas são as maiores geradoras de empregos do país e oferecer crédito a esse segmento é ajudar a desenvolver o Nordeste e o Brasil”, afirmou o presidente do BNB.

De acordo com o presidente do Sebrae, Décio Lima, o Programa Acredita pretende “protagonizar a mudança na vida de muitas pessoas e oferecer o sonho da construção de uma renda e da geração de empregos”. Décio apontou dados sobre as micro e pequenas empresas no Brasil, segmento responsável pela maior empregabilidade do Nordeste e por constituir cerca de 95% das empresas brasileiras. A partir do Fampe, o objetivo do Programa é ampliar a acessibilidade ao crédito. “Nós precisamos chegar no micro e no pequeno empreendedor e mostrar para ele que existe esse crédito com garantia. Um crédito que nós vamos desenvolver de forma assistida. E, desse crédito, quem é mais merecedor é o povo nordestino e sua economia forjada nos pequenos negócios”, ressalta.

Primeira operação

A primeira operação do convênio foi destinada a empresa Produtos Pardal, do ramo de alimentos tipo petisco, como amendoim frito, castanhas, pimentinhas, entre outros.

Para o pequeno empresário Jario Federizi, o crédito chegou em boa hora. “Hoje, os clientes estão querendo comprar e estou pequeno; o crédito vai ajudar para o crescimento da empresa, com mais poder de venda; tenho que ter potencial para ter mercadoria para entregar, além de renovar maquinário”, comemora.

Jairo conta que o negócio surgiu de uma ideia de sua mãe, que fazia amendoim frito e lhe ensinou o modo de preparo. No começo, vendia em bares e na orla da capital, com uma produção pequena a partir de um saco de 25kg de amendoim, o que lhe rendia 250 potinhos do produto. Atualmente, a produção já alcança 40 mil potinhos do amendoim frito, por mês, que ele comercializa em pequenos mercados, bares e restaurantes de Maceió, do interior alagoano, e de Recife (PE). “No futuro me imagino grande”, afirma o empresário que pretende crescer, com o apoio do crédito e da consultoria empresarial, para ampliar o negócio com relocalização da empresa para um espaço maior.

Fonte: Banco do Nordeste