logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Freepik

Crescimento de 7,2%: maio de 2024 eleva desempenho do setor farmacêutico

Cenário positivo está relacionado ao aumento do preço médio, que impacta diretamente no crescimento do ticket médio

1 de julho de 2024

Maio de 2024 apresentou um crescimento do varejo farmacêutico brasileiro de 7,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Esse cenário positivo está relacionado ao aumento do preço médio, que impacta diretamente no crescimento do ticket médio. É o que revela o Paper Farma feito pela Bnex, empresa especializada em Ciência do Consumo.

 

 

Foram analisadas 2 milhões de transações de vendas para esta edição. A pesquisa revela que conforme a sazonalidade das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, como: dengue, chikungunya e Zika, maio ainda apresenta um cenário de alta demanda por tratamentos dessas, contribuindo para o aumento do consumo de analgésicos e soros. Isso também influencia a procura pela vacina da dengue.

 

Perfil dos Shoppers

Os clientes de farmácia em sua maioria são mulheres de 30 a 49 anos. A participação das faixas acima de 60 anos mantém o patamar acima de 20%, atuação significativa quando comparada à presença desse público na população brasileira.

 

Baseado no Censo 2022, com estimativa de 15,83% da faixa acima de 60 anos na população geral, sendo 51,48%mulheres e 48,52% homens.

Explosão de vendas do Ozempic

O medicamento Ozempic foi criado em 2017 para o controle da diabetes tipo 2 e logo ganhou mercado por conta da eficácia e eficiência para esse tipo de tratamento. Porém, recentemente, a comunidade médica e pacientes passaram a notar também a sua eficiência para a perda de peso.

 

Essa aplicação off-label, ou seja, pacientes sem diabetes usando o medicamento com outro objetivo, tem aumentado mais ainda a demanda, especialmente em um contexto em que a obesidade e a autoimagem são preocupações crescentes no mundo.
Analisando o comparativo maio de 2024 x maio de 2023, percebe-se um crescimento de faturamento de aproximadamente 40%, um patamar maior que o crescimento do segmento, contribuindo positivamente para o aumento do faturamento do setor farmacêutico. Com o preço reajustado no estágio dos ajustes de medicamentos liberados pela CMED, o crescimento do faturamento foi impulsionado pela ampliação na quantidade de itens e tickets.

 

 

Apesar disso, os relatórios apresentados através dos dados da Bnex também demonstram uma queda de faturamento de cerca de 14% desse tipo de medicamento no varejo farma, no comparativo de janeiro até maio de 2024, com janeiro até maio de 2023.
Essa queda se dá, possivelmente, por dois fatores: laboratórios concorrentes que estão produzindo medicamentos similares e, muitas vezes, com preços mais acessíveis e, principalmente, devido às novas percepções de riscos à saúde do uso off-label do Ozempic para perda de peso, com campanhas de conscientização que têm sido feitas com alertas de possíveis efeitos colaterais graves, como: hipoglicemia, pancreatite, problemas gastrointestinais e reações alérgicas.
Portanto, é fundamental que o varejo farmacêutico fique atento à evolução das vendas do medicamento, não só pela demanda do combate à diabetes tipo 2, mas também para a demanda off-label, a concorrência de novos produtos similares e a crescente conscientização sobre os potenciais efeitos colaterais e riscos à saúde.

Fonte: Assessoria