logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Divulgação

Governança pública por Instituto gera investimento de R$ 2 bi em município com 17 mil habitantes

Programa do Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público com o apoio da Rede de Governança Brasil, proporciona atendimento exclusivo, treinamento, capacitação e mentorias ao vivo e em grupo.

17 de junho de 2024

Quase 100 milhões de pessoas já foram impactadas positivamente pela inscrição de 324 prefeituras municipais ao programa do Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público com o apoio da Rede de Governança Brasil, que proporciona atendimento exclusivo, treinamento, capacitação e mentorias ao vivo e em grupo.

“Tem sido uma batalha, um trabalho voluntário árduo para uma instituição sem fins lucrativos, como é o IGCP, mas os resultados mostram que estamos conseguindo sensibilizar os gestores sobre a importância dessa pauta da governança”, afirmou a advogada e fundadora da RGB, Cristiane Nardes.

Lei prestes a ser aprovada

Durante entrevista ao jornalista Cândido Nóbrega, que pode ser conferida clicando aqui, ela destacou a recente aprovação pela Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei n. 9163/2017 sobre governança pública, que agora segue para o Senado e previu, com o entusiasmo que lhe é peculiar, que até o próximo ano, se tudo der certo, por força de lei, todas as instituições públicas deverão implementá-la.

Quando questionada sobre como levar essa política a todos os 5.700 municípios brasileiros, sobretudo àqueles com menos de 20 mil habitantes, Cristiane conclamou os prefeitos a conhecerem o programa Pronagov e disse que o foco maior tem sido esses municípios que precisam de mais apoio, pela carência orçamentária, de pessoas e de especialistas na área.

Município com 17 mil habitantes obtém investimento de R$ 2 bilhões

E citou, dentre vários cases de sucesso de prefeitos que passaram pela mentoria e abraçaram a pauta da governança, Marcílio Almeida, de Arinos (MG), que tem apenas 17 mil habitantes e fica próximo de Brasília: “De fato, ele tem um tino não só político, mas de empreendedorismo, quando assumiu a máquina pública, ficou muito preocupado com a situação encontrada, viu a necessidade de fazer uma grande transformação e nesse contexto, nada melhor do que as boas práticas de governança e gestão para que conseguisse os resultados que conseguiu”.

Após a mentoria, juntada de todos os certificados emitidos pelo Instituto, documentação, publicação de decreto e implementação da política, o município teve aprovado pedido de investimento internacional para construção de parque de energia fotovoltaica, que resultou num investimento de R$ 2 bilhões de reais

“Por que? Porque passou confiança. Se você é um investidor internacional, eu tenho certeza que você vai optar para fazer a avaliação do município que traga essa segurança jurídica, confiabilidade, transparência e credibilidade”, explicou Cristiane, lembrando que isso gera, obviamente, um desenvolvimento econômico muito maior para o município, no qual a rede hoteleira tornou-se insuficiente para as pessoas que passaram a querer morar e trabalhar lá.

Fonte: Assessoria