logo paraiba total
logo paraiba total
Foto: Divulgação

Tecnologia no mundo da moda: como a SHEIN se tornou a gigante do varejo digital no Brasil

Durante Pod do Varejo, da Linx, diretor de marketplace da marca afirma que a varejista possui planos agressivos de expansão, com a meta de nacionalizar 85% das vendas do marketplace e da produção local até o final de 2026

14 de junho de 2024

Na era do varejo digital, a SHEIN se destaca como uma referência. Desde sua entrada no mercado brasileiro, a marca tem moldado o cenário da moda no país, se mantendo na vanguarda das tendências. Atualmente, a plataforma da SHEIN conta com três frentes de negócio: importação, fabricação local e marketplace local. Este último já representa mais da metade do faturamento da empresa no Brasil (55%), com planos agressivos de expansão visando alcançar a meta estabelecida de ter, até o final de 2026, 85% de vendas nacionais, seja por meio do marketplace ou de produção local. Além disso, em 2023, o app da marca, cuja principal missão é tornar a beleza da moda acessível para todos, foi o terceiro mais baixado, com 53.3 milhões de downloads. Hoje, a SHEIN conta com 45 milhões de usuários, o que representa quase um quarto da população brasileira.
‎​
Essas declarações foram feitas por Raul Jacob, diretor de marketplace da SHEIN, e Raquel Arruda, diretora de marketing da SHEIN, durante o Pod do Varejo (PDV), da Linx, empresa do grupo StoneCo e especialista em tecnologia para o varejo, sob apresentação de Guga Schiffino, diretor de Go To Market na Linx/Stone.

 

Segundo os executivos, a marca escolheu o Brasil como porta de entrada na América Latina por ser um dos principais produtores de moda do mundo e pela receptividade dos consumidores brasileiros pelas compras em espaços virtuais. Com isso, em 2022, a empresa iniciou os testes do marketplace, lançado oficialmente no ano seguinte com lojas de São Paulo. “Em 2024, desenhamos um plano de expansão. Começamos ampliando a logística para o Rio de Janeiro, vamos para Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, pois há vendedores interessados em integrar nossa plataforma nesses estados”, explica Raul.

 

Embora a plataforma seja o carro-chefe, a SHEIN não se limita ao ambiente digital e tem se destacado também no cenário offline, promovendo experiências únicas por meio de pop-ups em capitais brasileiras. Essas lojas temporárias oferecem uma experiência imersiva e personalizada, permitindo que os clientes experimentem os produtos e participem de eventos exclusivos. “Somos digital first (ou nativos digitais), mas conseguimos levar a experiência da marca para uma loja física. Com isso, queremos possibilitar ao cliente conhecer as roupas de perto. Na loja física, eu também converso com os clientes, eu quero saber qual é a necessidade deles”, explica Raquel.
Toda a atuação da SHEIN está baseada em estratégia e análise de dados. Antes de abrir essas pop-ups, a marca realiza um estudo detalhado para entender o público-alvo. “Recentemente, estivemos em Curitiba, que foi nosso recorde de venda. Já estivemos em São Paulo, Salvador, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Na loja de BH, por exemplo, os ingressos gratuitos – criados para controlar o público e proporcionar uma experiência de qualidade para o cliente – se esgotaram em 3 minutos. Além disso, o diferencial da pop-up é oferecer os mesmos preços da plataforma digital, com descontos exclusivos e uma curadoria de produtos específica para cada região”, afirma a executiva.
Para que o sucesso da marca seja completo, a SHEIN também investe em estratégias de marketing de influência com celebridades e influenciadores locais para conectar sua audiência à plataforma, que é forte na geração Z.
‎​
Guga Schifino explica que compreender o comportamento do consumidor, especificamente da geração Z, é fundamental não só para a SHEIN, mas como para qualquer negócio que se consolida no ambiente digital. “Devido à alta dos criadores de conteúdo, a geração Z tem ganhado mais poder aquisitivo e consumido muito mais. Além de sempre estarem interessadas em experiências de marca imersivas e interativas, também desejam que elas estejam presentes em diferentes aspectos de suas vidas. Reconhecemos a importância de atender às demandas desse público altamente engajado e influenciado pelo ambiente digital. Por isso, é fundamental fidelizar seus clientes e desenvolver experiências personalizadas”, comenta o diretor da Linx.

 

O Pod do Varejo com participação da SHEIN está disponível no perfil da Linx no Spotify e no Youtube.

 

Fonte: Assessoria